Seguidores

Bem Vindos

Olá amigos do blog, envie suas contribuições para o e-mail sexoliberal2012@gmail.com Fotos, contos, textos,videos, e principalmente sugestões serão bem vindas e apreciadas, com o maior respeito e carinho.
Obrigado a todos que nos visitam veja os posts antigos, pois postamos no minimo 3 vezes ao dia, programamos nossas postagens, para que vocês não fiquem sem novidades.
Caso seja possível votem no top 30 e uma forma de ajudar o blog a crescer. Caso tenha algum item que lhe afete entre em contato que o mesmo será retirado, Na primeira atualização após o ocorrido.

E-MAIL: sexoliberal2012@gmail.com

Visite os posts antigos

Vote no Blog

Caro amigo visitante vote no blog, leva menos de 30 segundos e você estará ajudando o blog a receber mais visitantes. Vamos lá galera é somente um click.

Valeu e não deixe de mandar suas fotos, videos e contos para que possamos publicar.

Amigo visitante e leitor vote no blog

Vote no Blog é menos de 30 segundos e ajude o blog a crescer
Top30 Brasil - Vote neste site!

domingo, 17 de março de 2013

Minha gata trepou com o taxista




Depois que minha mulher começou a me fazer de corno (já trepou com 2 machos depois do
primeiro) ela tá ficando bem puta. Ela me fala que toda a noite sonha com caralhos grossos e
grandes fudendo ela). E eu fico com muita tesão só de imaginar.

A verdade é que os dois tamos ficando viciados em viver situações que até há bem pouco tempo
eram apenas fantasias minhas. Isso tá me assustando, pois não queremos que nossas famílias,
amigos e colegas de trabalho possam vir a perceber o que tá acontecendo com a gente.

Lembro pra vocês que meu nome é João, tenho 40 anos, estatura média, magro, e louro. Vera,
minha segunda mulher, é uma gata gostosa e muito sensual. Tem 33 anos, morena, longos
cabelos escuros, lábios carnudos, olhos marron, 1,66 m, seios grandes e firmes, e um bumbum
maravilhoso.

Meu pinto é bem pequeno, 13 cms, e pra ela gozar eu sempre tinha de linguar muito sua buceta
e a penetrar com um pénis realístico de 21 cm por 4 cm, com vibrador. Agora que ela provou
pau de verdade, dos machos comedores que ela transou, ela quer mais.

Na última sexta feira, 8 de março, foi Dia da Mulher. Então na hora do almoço ela me ligou
falando que ía chegar tarde, pois duas colegas do trabalho, que eu conheço, convidaram ela pra
ir comemorar o dia num restaurante japonês e depois íam num clube de strip masculino. Aí eu
falei que tudo bem, que quando ela quisesse vir embora, podia me ligar que eu ía buscar ela,
pois eu sabia que ela nesse dia tava sem condução.Ela falou que não era preciso, que ía chegar
tarde. Que eu podia dormir que ela pegava um táxi.

Então eu fiquei sozinho, vendo televisão, e acabei por pegar no sono no sofá da sala.

De repente acordei meio assustado, pois ouvi uns gemidos. Pareciam vir de nosso quarto. Sem
acender a luz, peguei o celular e vi as horas, eram duas e meia da manhã. Tirei os sapatos e
fui no quarto. A porta tava fechada. Percebi que a safada tava com alguém. Ela tava gemendo
forte, e tinha alguém gemendo com ela também. Vi que a luz do candeeiro pequeno tava acesa
e espreitei no buraco da fechadura. Dava pra ver metade do corpo dela. A safada tava deitada na
cama, de quatro, e por trás da sua bunda empinada vi umas coxas fortes e peludas, encostadas
em sua bunda. Devagar, e sem fazer barulho rodei a maçaneta e abri a porta um pouquinho.

Agora eu via os dois inteirinhos.

O cara era coroa. Devia ter uns cinquenta anos, ou até um pouco mais. Tinha cabelo grisalho,
era moreno, forte e bem parecido. Ele segurava no quadril dela e e bombava forte. Ela gemia
muito e falava:

- Ai gostoso… isso… ai… meu marido numca me pegou assim … que bom…issoooo…

O comedor roncava muito …. e de repente .. puxou o cabelo dela com a mão esquerda e lhe
deu um tapa forte na bunda com a mão direita.

A vagaba deu um grito de prazer... e… implorou pra ele a comer com muita força.

Aí ele rindo falou que ía deixar a bunda dela bem aberta e arrombada pro maridão dela não
sentir nada quando botasse seu pinto no cu dela.

Nossa… senti um tesão com essas palavras…que quase revelei minha presença. Mas os dois
tavam tão concentrados em seu prazer, que nem deram, que sem querer, eu tinha aberto um
pouco mais a porta do quarto.

O coroa agora comia o cuzinho dela com violência de macho comedor, e ela gemia bem alto.

- Ai… que pegada… aiiii….deliciiiiiaaaaaa… ai me dá forte …. Aiiiiii….

- Cala a boca … vai acordar seu marido. – O coroa falou tapando a boca dela.

A safada aproveitou e começou a chupar os dedos grossos dele como se fosse uma pica,
enquanto ao mesmo tempo esfregava seu clitóris com a mão direita.

Depois revirou os olhos, deu um grito, começou a rebolar mais forte ainda, e percebi que tava
gozando com o caralho do macho enterrado no cu dela.

Aí ele falou que ía gozar no cuzinho dela … que ía lhe encher o cu de porra… e urrando deu
uma estocada mais forte na bunda dela… e gozou.

- Ai que delicia … ai … safado… tou sentindo sua porra… que gozada forte… - ela falou
parecendo uma puta.

Antes que eles me vissem voltei na sala e deitei no sofá. Ouvi água correndo no banheiro.

Pouco depois senti alguém entrar na sala e fingi que tava dormindo. Era minha mulher. Ela tava
um tesão, apenas de calcinha fio dental rosa e uma camisolinha transparente carmim. Então
sentei e perguntei pra ela quem era esse cara. Ela se assustou ao ver que eu não tava dormindo,
e baixinho falou que era o taxista que tinha trazido ela em casa. E, pra eu não ficar zangado pois
tava tudo bem.

Então ela me falou que tinha achado o cara um tesão, e no táxi ele tinha dado umas cantadas
pra ela. E que ela tava já bem quente de ver os strippers gostosos lá no bar. E que tinha bebido
um pouco demais e isso tinha lhe dado uma baita vontade de transar. Que taxista safado tinha-
se aproveitado de ver ela assim e foi junto com ela na porta do prédio. E aí, quando ela tava
abrindo a porta, ele a pegou e beijou ela na boca. Que não tinha conseguido se controlar pois
o cara se esfregou no corpo dela e ela sentiu o volume do pau dele crescendo …e percebeu
que era grosso e grande ...e ele falando baixinho no ouvido dela que queria foder ela…e aí ela
não aguentou mais de tesão e deixou ele empurrar ela pra dentro do prédio, e acariciar suas
coxas…e botar os dedos por entre a calcinha fio dental dela….Que ficaram nesses amassos uns
minutos … mas ela com medo de ser flagrada por algum vizinho, levou ele pra casa, pois achou
que eu tava dormindo e que mesmo que tivesse acordado eu ía até gostar.. depois vendo que eu
tava dormindo não quis me acordar e levou o cara pra nosso quarto…

Aí eu falei que tinha visto ele comendo a bunda dela …e ela gemendo pra caralho…

Nesse momento, o cara chegou na porta da sala viu a gente falando… e foi logo embora. Vera
foi atrás dele. Os dois ficaram falando em nosso quarto. Aí eu levantei e fui ter com os dois. O
coroa tava sentado em minha cama, de cueca samba canção, e Vera tava pedindo a ele pra ficar
mais um pouco… e ele falando que não, que não ía poder me encarar. Aí eu entrei, estendi a
mão pra ele e falei:

- Boa-noite. Eu sou o corno. Não tem problema. Pode ficar à vontade. Eu gosto de ver minha
mulher transar com outros caras. Sou corno assumido, mesmo.

O cara ficou meio atrapalhado, mas eu continuei falando que tava tudo bem, que eu gostava
mesmo de ser corno. Falei de meu pinto pequeno, que não queria privar minha mulher de sentir
o prazer de gozar com caras que pudessem consolar ela melhor que eu… etc. … etc….

Aí o cara relaxou. Vera beijou o peito dele, falando:

- Tá vendo. Eu não falei pra você, que meu marido adora ser chifrudo. Agora você fica?

Ele me olhou e respondeu pra ela que sim. Reparei que o volume na cueca dele tava
aumentando, pois Vera tava acariciando as pernas peludas dele. A cabeçona arroxeada do pau
dele tava já saindo da abertura da cueca. Vera vendo isso botou os lábios nela. O cara deu
um suspiro forte e ela olhando ele baixou a cueca, dele colocou a pica pra fora. Era uma pica
grande, grossa e com umas veias saltadas.

Ela puxou aquela rola e começou a chupar … depois parou um pouco …lambeu o saco grande e
peludo dele…. falando que tinha um gosto maravilhoso...

Eu sentei no sofá, baixei as calças e comecei a me masturbar.

O coroa que se chamava Alberto, olhou minha pica, que tava no máximo tesão, e falou:

- Nossa, é bem pequena mesmo. Nem sei como você fazia pra foder sua mulher direito.

- Ele me fodia com vibrador de 21 cm. Mas eu cansei de vibrador… agora quero pau de
verdade… grande e grosso que nem o seu. – Vera respondeu, e depois baixou a cabeça e fez pra
ele uma deliciosa chupeta.

Ela chupava com gosto. E eu cheio de tesão, de ver minha mulher se comportando que nem
uma puta, me masturbava. Ela chupou uns 5 minutos até que o macho falando que não tava
aguentando mais, levantou, pegou ela no colo e a deitou na cama, depois abriu as pernas dela e
caiu de boca na bucetinha raspada dela. Ele deu um banho de língua naquela xoxotinha quente.
Eu olhava pra cara de Vera que mostrava o tesão que tava sentindo. Ela olhou para mim e
falou que estava adorando ser chupada. Alguns minutos depois ela gozou na boca do comedor.
Enquanto ela estava gozando ele continuou a chupar, enfiando a língua dentro da xota dela
e eu ficando maluco de tesão só de ver. Depois ele subiu a camisolinha dela colocando seus
peitos de fora e chupou gostoso, fazendo ela gemer baixinho. Eu vendo isso apertei meu pau pra
não gozar. Depois, Alberto apertou o corpo dela, se posicionou melhor e começou a esfregar
a cabeça do pau na buceta de minha mulher. Ela já louca de tesão falou pra ele botar logo o
pau. Ouvindo isso, ele foi enfiando seu pau de uns 20 a 22cm. Quase gozei de ver aquela vara
grossa e grande entrando devagar naquela bucetinha apertada. Quando entrou tudo ela puxou
o comedor contra o corpo dela, e falou, come essa buceta, vai, me fode muito, me dá forte seu
safado… isso…seu tarado… me come…sou sua…toda sua…

Nesse momento, ele deu uma estocada tão forte que ela soltou um gemido mais alto do que os
outros, falando que ele tava arrombando ela. Ele comeu ela por uns 5 minutos até que tirou
fora, botou o pau, na boca dela, e a vadia chupou com gosto uns 3 minutos. Depois ele voltou a
botar a vara na buceta depiladinha dela, socando com muita força. Ela gemia igual uma puta, as
vezes olhava pra mim, e depois revirava os olhos.

Alberto a comia gostoso, ela de lábios entreabertos suspirava muito. Fui junto dela e a beijei na
boca carnuda. Nisso Alberto falou em voz enrouquecida pelo tesão:

- Gostosaaa… que bucetinha apertada…. Não dá … não dá… pra aguentar… vou gozar ...nessa
buceta gostosa, caraaaalhooooo….tome…

Nessa hora ela também tava gemendo muito e percebi que os dois tinham gozado juntos... .

Ele desmoronou em cima dela e eu me masturbei forte e gozei também.

O cabra ficou uns 5 minutos dentro dela, e quando tiou a pica fora vi que ainda tava meio dura.

Depois ele levantou foi no banheiro, e Vera me encarando falou:

- Viu como a rola dele ainda tava dura? Acho que vou querer mais.

Ela tava deitada, com a buceta toda arrombada, escorrendo porra. Ver ela ssim me deixou com
tesão. Então me deu uma vontade de chupar a buceta melada dela.

Ela começou a passar a mão onde a porra estava escorrendo e esfrega na coxa e na bunda me
olhando de um jeito provocador. Então me aproximei e comecei a dar pequenas lambidas na
buceta dela, fazendo ela gemer. Eu me lambuzava naquela buceta com a porra do taxista e de
minha mulher e meu pau tava mais duro que nunca.

Nisso Alberto chegou e vendo eu linguando a buceta melada da porra dele, falou:

- Que caralho … você gosta da porra dos machos que comem sua mulher ?

Eu nem liguei pra ele. O gosto do leite dos dois tava me deixando louco de tesão.

E ele me vendo saborear sua porra, ficou com mais tesão, pois seu caralho começou a levantar
de novo.

Ele foi junto de Vera e botou o pau nos lábios dela. Ela começou a chupar. O pau não demorou
um minuto a ficar duro que nem pedra. Ela acariciava o sacão dele e tentava botar o pau todo na
boca. Aí ele começou a socar na boca dela. Vera começou a gemer muito com o pau de Alberto
na boca, e gozou na minha boca. Aí eu me masturbei mais forte e gozei na barriga dela. Ela
pegou minha porra com os dedos e botou na boca. O comedor tirou o pau da boca dela, segurou
no queixo dela, falando pra ela deixar a boca aberta, e ela foi dando linguadas na cabeçona da
rola. Não demorou nem um minuto e o mach, roncando forte, encheu a boca de minha mulher
de porra. Ainda com a porra na boca ela olhou pra mim e engoliu tudo na minha frente. Depois
veio perto de minha boca e me lascou um beijo, senti o gosto de porra do comedor em minha
boca, e fiquei com tesão de novo. Ela me olhou e me abraçou. Enquanto nós ficamos ali juntos
Alberto se trocou e falou que ia embora. Nós nos despedimos, e ele deu seu cartão pra nós
falando que sempre que precisassemos de táxi ele tava à disposição.

6 comentários:

  1. Sou eletricista e gostaria muito de comer sua esposa eros.mineiro@bol.com.br

    ResponderExcluir
  2. adoraria conhecer vcs sou do rj tenho 30 anos meu contato 78109965 ou 84709579 robson

    ResponderExcluir
  3. que mulher tesuda. que tesao,caralho...

    ResponderExcluir
  4. Amigo, boa noite, parabens pela esposa, realmente maravilhosa, tenho 32 anos 1.87 de altura, 85kg, cabelos pretos e olhos azuis, tenho um dote de 22cm e varias experiencias com casais e casadas e adoraria ter o contato de vocÊs, peço a gentileza de enviarem um email para discretodesp2008@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Amigos !

    Adorei as fotos da bela esposa. Procuro casais para iniciarmos uma bela amizade




    com respeito responsabilidades .




    Adoro sair com casais para conversarmos tomarmos um suco ou chopp e se




    houver afinidades algo a mais.




    Tenho experiência com casais, e não tenho pressa para acontecer algo, aguardo




    o momento certo para as coisas acontecerem.




    Meu email. kerosuaesposade4@gmail.com




    Aguardo Contato,




    Ricardo

    ResponderExcluir
  6. >>> fudedor.de.esposas.df@hotmail.com

    Whatsapp: (61) 8456-6055 Operadora OI.

    >>> (61) 9285-0356 Operadora CLARO.

    >> Me chamo Ricardo agora estou morando no Recanto das Emas, Brasília-DF(Brazil) sou comedor de esposinhas. Adoro comer as esposinhas de meus amigos na frente deles.

    >>> Procuro casais liberais, casadas, noivas, namoradas e solteiras, grávidas, gringas, ananzinhas. Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar os cornos dos meus amigos limparem tudinho, mas se meu novo amigo curtir só observar eu metendo na sua linda esposinha tudo bem. Tenho 36 anos, 1,72m de altura, 76kg, moreno claro. Qualquer casal que curta entre em contato comigo.

    >>>>>> OBS.: Favor não fiquem mandando mensagens para o meu celular, se quiserem me liguem pois sou comedor de esposinhas e não mensageiro. Curto sexo real sou comedor nato.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...